(51) 996476523

©2020 por Impulsione-se. Orgulhosamente criado com Wix.com

Raisa Arruda

Bem estar, carreira e lifestyle

Reflexões, notícias e novidades para te inspirar e impulsionar a realizar teus sonhos e metas. Quero te ajudar na jornada do autocuidado, ampliar autoestima, e desenvolver autoconfiança.

 
 
  • Raisa Arruda

Sobre as fraldas de pano!

Enfim, o post sobre a nossa experiência aqui em casa com as fraldas de pano!

Vou começar do começo! Desde que engravidei, eu dizia que Hugo não usaria fralda descartável, mas de pano, mas isso é coisa da minha cabeça desde “piveta”, eu tinha minhas idealizações maternas, que hoje tomam conta de boa parte do meu comportamento de mãe (Obrigada, Dona Bebel, por ter me inspirado a ser dessa maneira!), e uma dessas idealizações, além do meu parto roubado, era a amamentação e as fraldas de pano (existem outras que com o tempo vocês vão ficar sabendo também…). A amamentação foi complicada no início, mas é mara, linda, delícia, que por mim teria uns dez filhos só pra poder amamentar enquanto meu corpo pudesse produzir leite, o que também fica pra outro post, porque né? E as fraldas de pano…

Bom, na segunda série, eu estudei numa escola tipo construtivista, hoje, na minha cabeça, o modelo escolar de lá não é muito claro, mas em uma aula de ciências aprendemos sobre poluição, sobre reciclagem, e aprendemos a fazer papel reciclado – que até hoje eu sonho em fazer em casa, porque é muito divertido – e durante as aulas sobre reciclagem e poluição, uma das informações que ficaram na minha cabeça até hoje foi o tempo de decomposição de certos materiais, e um deles eram as fraldas. Isso me preocupava muito quando eu era criança, porque eu tinha medo do fim do mundo, e eu achava que o mundo iria acabar e eu morrer por conta da poluição (e isso é sério, eu realmente tinha/tenho esse medo). E aí eu cresci, nunca mais falei sobre isso, até porque fralda nunca foi um assunto comum na minha, até que engravidei. E fralda se tornou um assunto muito freqüente. E eu tinha minha resposta, sempre, Hugo vai usar fralda de pano, PONTO. Cansei de ouvir piada, mas muita piada mesmo, comentários irônicos, de pessoas bem próximas, até mesmo de quem você considera família, e é um saco você ter que lidar com isso, mas lidei. As pessoas não sabiam lidar com isso e ganhei alguns pacotes de fralda, que quase nem usei, tanto que dei vários.

Com a decisão das fraldas de pano, comecei a pesquisar se existiam outras, além daquelas da Cremer, que usei bastante por um tempo, mas é daquele jeito, sujou, trocou.


5 dias de Hugo


Desde que ele nasceu usamos as fraldas de pano.A mãe do meu marido fez um bordado lindo contornando as fraldas, nas cores do submarino amarelo, então ficaram fraldas azuis, amarelas, laranjas e vermelhas.

E com essas fraldas tradicionais o trabalho é maior, principalmente quando o bebê é recém-nascido, que sujou lavou, e você escalda TUDO, e não quer usar a máquina pra não misturar as coisas, e acaba lavando na mão, e tem que engomar, enfim. Foi um pouco mais difícil nessa época, porque minha recuperação da cesárea foi péssima, inclusive até hoje eu sinto dores fortes (não é aquela dormência que todas sentem pro resto da vida, mas muita dor, tive que fazer duas biópsias e ainda não sei o que é, sei que é uma inflamação… não recomendo cesárea pra ninguém!), e aí eu mesma não podia cuidar das coisas do Hugo, e acabava botando na máquina, e colocava água quente pra escaldar depois que a máquina acabava, e alguém tinha que me ajudar a por no varal, e por sorte, e muita sorte mesmo, temos a Telma aqui em casa três vezes na semana, que não deixava eu fazer absolutamente nada, além de cuidar do Hugo, e me obrigava a não lavar a coisas dele, que ela lavava, e ficava chateada quando eu usava a máquina.

Mas deixa eu dizer uma coisa sobre isso, Hugo nunca assou com as de pano!!! E eu nunca achei um problema ter que trocar ele o tempo inteiro, porque ele era tão neném, e tão pequeno, e tão quietinho, que eu adorava trocar, só não à noite, que eu tava muito cansada, e foi aí que as descartáveis de RN entraram. Como eu sentia muita dor, muita mesmo, até me levantar demais para trocar a fralda era ruim, e aí à noite eu usava a descartável, e em alguns momentos do dia, quando doía muito, eu também usava. E dentro da minha questão ideológica, me sentia bastante culpada por isso.

Então que procurando sobre fraldas de pano na internet, encontrei alguns sites, e alguns modelos novos, e virou meu vício procurar sobre isso, até criar coragem pra comprar. Comprei vários kits de fraldas de pano modernas de uma mesma marca, mas hoje eu conheci uma muito, mas muito melhor.


01 mês e meio de Hugo!


E aí comprei também um negócio de bambu (encontrei nessas buscas pela internet) que protege a fralda do cocô, e a experiência foi e continua sendo maravilhosa!

Eu com toda a minha leseira natural demorei um bom tempo pra entender que as fraldas vazavam porque não estavam ajustadas no tamanho. E aí começaram os problemas nessa primeira marca, que eu comprei 15 fraldas (e o resto pelo ebay, que eram do mesmo modelo, vieram da China), porque o ajuste do tamanho é padrão, e aí não tem um ajuste específico para as pernas… E acabava ficando apertado na perna, e frouxo na cintura, ou contrário, depois que ele cresceu mais um pouco foram ficando mais ajustadas.

E aí que entra a fralda linda que recebi segunda, e que consegui testar hoje, da Nós e o Davi. E que por serem lindas, inclusive, as estampas são tão lindas que não há necessidade de vestir calça nele, principalmente por conta do calor, ele já fica super baby-eco-cult com ela! Se eu soubesse antes, teria pedido milhões dessas fraldas da Nós e o Davi no chá de baby do Hugo!


Hugo de Nós e o Davi



Hugo de Nós e o Davi


Eu, sinceramente, amei. Ela ajusta na cintura, e nas pernas!!!! HÁ! Então não fica frouxa num canto, e apertado no outro, você pode ajustar as pernas sem ser por um padrão de tamanho único, sabe aquele elástico com um botão que tem nos shorts e calças jeans para bebês? Pronto, dentro da fralda, na parte das perninhas tem esse elástico, e você ajusta de acordo com o tamanho do bebê, o que é sensacional porque ele pode usar desde RN até não caber mais, que é por volta dos 20kg. E você as pernas do bebê sem nenhuma marca de apertado é muito bom!

Outra coisa que eu adorei, o tecido! Não é um tecido meio plástico, que esquenta, muito pelo contrário, é um tecido super fresquinho. Usei o absorvente de melton (que hoje eu indico pra todas!), e usei o noturno que dura mais tempo. Ele passou praticamente toda a manhã com a fralda, porque coloquei dois abs, e pra minha alegria e felicidade, continuou com o bumbum sequinho!

Eu sempre indico fraldas de pano ecológicas pra todo mundo, mas fiquei hiper feliz em poder usar a Nós e o Davi, porque o que eu achava que faltava na outra, eu encontrei nessa.

Para lavar, super simples, como hoje ele já tá na introdução alimentar, os liner de bambu não suja a fralda de cocô, então tira o cocô, joga no aparelho sanitário, e vai juntando as fraldas no cesto de roupa, e depois põe tudo na máquina, com POUQUÍSSIMO SABÃO, porque senão estraga a absorção da fralda e dos absorventes! E dá dois enxágües. Eu deixo no máximo dois dias sem lavar, e aí quando isso acontece, acabo apelando pra descartável, mas já vi gente que deixa até uma semana. Então, isso não é problema. E outra vantagem da Nós e o Davi, é que seca super rápido, acredito que por conta do tecido.

E aí quando você põe na ponta do lápis, além do bebê não assar, ficar super lindo e cult-bacaninha-moderninho, você deixa de gastar com pomada, com talco, com lenço umedecido (eu pelo menos uso fralda – daquelas primeiras que usava, tradicionais – molhada,  e seco com a parte seca da fralda!), cada fralda dessas custa em torno de R$33 a R$37, certo? Você comprando 20, consegue viver bem, se lavar dia sim, dia não, e elas duram até os 3 anos mais ou menos da criança. 20 fraldas é o que vem num pacote de fralda descartável num supermercado, que você paga mais ou menos R$35, na melhor marca… Só que esses 35 você gasta quantas vezes por semana? Uma conhecida me disse que gastava em torno de R$350 por mês… Eu nem sei, porque eu compro um pacote a cada dois meses, e uso mais quando vamos sair e ficar muito tempo fora, ou quando ele vai pra casa das avós, que lá sempre tem, e elas acabam usando. Não me faz a menor falta, e sempre que ele usa, fica assado.

Eu sempre faço a maior propaganda das fraldas ecológicas de pano, sempre incentivo todo mundo que tem curiosidade a testar, mas nunca fui muito específica com marca, e hoje, depois de testar a fralda da Nós e o Davi, estou mais do que feliz de ter essa marca como parceira do blog, pela qualidade do produto.

Quem for de Fortaleza, eu indico buscar pelo grupo no Facebook: Fraldas Ecológicas Fortaleza – Ce, ou entrar em contato com a Daniara Pessoa (contato: (85) 9679 0673), da Ciranda Cirandinha, que é uma fofa, tem vários modelos, e tem absorventes e etc. Para quem não é de Fortaleza, entra no site da Nós e o Davi e lá tem uma loja virtual, que você encontra todos os modelos, e as novidades são de encher os olhos de cor e lindeza!

Fica a minha dica! A minha experiência! E espero que tenham gostado…

Beijos!

#fraldasecologicas #fraldasdepanomodernas #fraldasdepano #fraldas #fraldasnóseodavi #publipost #nóseodavi #ecofraldas

0 visualização
 

Contato

(51) 996476523