(51) 996476523

©2020 por Impulsione-se. Orgulhosamente criado com Wix.com

Raisa Arruda

Bem estar, carreira e lifestyle

Reflexões, notícias e novidades para te inspirar e impulsionar a realizar teus sonhos e metas. Quero te ajudar na jornada do autocuidado, ampliar autoestima, e desenvolver autoconfiança.

 
 
  • Raisa Arruda

Por que a Psicanálise?

Atualizado: Fev 9

Escolhi a psicanálise há muitos anos, quando li um livro sobre os conceitos fundamentais da Psicanálise. Encontrei esse livro com 13 anos, na biblioteca do colégio. Ali, foi completamente enlaçada. Durante toda a graduação participei de seminários e passei pela minha própria análise - interminável.


De acordo com Maurano (2003) “foi a inquietação da falta, vivida na contemporaneidade como falta de amor ou insatisfação sexual, que deu origem à psicanálise” (p.12), que Freud logo percebeu que o sofrimento podia produzir sintomas inexplicáveis, e que estes sintomas encontravam tratamento na fala. A fala é a nossa maneira de articular pensamentos e nos relacionar com os outros, independente de ser um sujeito surdo-mudo ou não, estamos inseridos no campo da linguagem, constituída através da cultura, e a psicanálise se utiliza da linguagem e seus significados para compreensão do sujeito.


Dizem que a psicanálise na atualidade não tem mais espaço, pois não acompanha as transformações tecnológicas e sociais, mas se a psicanálise fundamenta sua técnica através da linguagem, e esta é um dispositivo da cultura, acredito que a psicanálise continua em voga, já que esta não percebe o sujeito sem pensar a cultura na qual este está envolvido e inserido.


A psicanálise não parte do pressuposto de doença-cura, acredita-se que os sintomas não desaparecem, mas o sujeito encontra uma maneira de deslocá-los de forma a amenizar o sofrimento que estes causam. Não há como sanar o sofrimento, causado, este, pela falta, pois a falta é inerente ao sujeito, mas há como amenizar, a partir do momento que este sujeito aprende formas de se relacionar com o mundo a partir desta falta, que lhe é constitutiva.


O individuo busca uma psicoterapia psicanalítica quando está tomando por uma angustia, sofrimento, algum sintoma que o faça questionar a si mesmo. Mas este questionamento não é um questionamento qualquer, é um questionamento que parte da ideia de que há no psiquismo a resposta, pois existe um saber que obedece à outra lógica, não àquela consciente, e que age no sujeito. O analista trabalha com a relação que este sujeito que sofre mantém com seu sofrimento, independente da origem e tipo de sofrimento. (MAURANO, 2003).


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

GARCIA-ROZA, L. A. Freud e o inconsciente. 19. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2002.

ROUDINESCO, Elisabeth. Por que a psicanálise ? . Rio de Janeiro: Zahar Ed., 1999.

MAURANO, Denise. Pra que serve a psicanálise? Rio de Janeiro: Zahar Ed., 2003.


#psicanáliseclínica

0 visualização
 

Contato

(51) 996476523